Emprego de Hospitality na Austrália: A maioria dos brasileiros que sonham em morar na Austrália sabem que no início provavelmente trabalharão em atividades que nunca antes exerceram: muitos trabalharão em eventos, cafés,  bares, restaurantes, serviços de limpeza ou construção civil.

Devido ao pouco prestígio destas áreas no Brasil, pode para muitos de nós inicialmente parecer um modo fácil de inserir-se no mercado de trabalho. Mas infelizmente algumas vezes a falta de experiência, de conhecimentos de inglês ou mesmo postura acabam se tornando  uma barreira na busca da primeira oportunidade.

 Reunimos aqui um passo-a-passo para melhorar suas chances de conseguir um emprego na sua chegada na Austrália.

waiters

 

ANTES DE IR

– Experiência

Apesar de muitos anúncios não pedirem explicitamente, uma experiência na área pode contar muitos pontos. Mesmo funções que possam parecer mais básicas têm os seus macetes e gente muito talentosa as exercendo. Lembro direitinho quando tive que carregar uma bandeja pesada cheia de itens quebráveis, ou da vez que tive que preparar um drink que não era caipirinha, ou um café macchiato. Se você nunca pensou em trabalhar em nada parecido no Brasil, mas sabe que terá que trabalhar neste ramo lá, o ideal é já buscar obter alguma prática relevante antes mesmo da viagem. Para quem já está empregado, existem também oportunidades de final de semana, temporários e eventos. Talvez você tenha um conhecido dono de bar ou restaurante que ficaria agradecido por sua ajuda em dias de movimento. O canal Pense Empregos ou o Sine de sua cidade também podem te auxiliar nesta busca.

– Inglês

O bom conhecimento do inglês é importante, sim e adianta já ir se preparando no Brasil,  já ouvimos mil histórias de gente que chegou sem falar nada e conseguiu emprego, de gente que em um mês já era fluente, etc. O que normalmente acontece é que estas pessoas sem inglês têm um amigo brasileiro que já está empregado e consegue uma vaguinha para o recém-chegado. Que legal, uma mão lavar a outra sempre ajuda muito! Não estou mandando ninguém menospresar essa ajuda por puro charme, mas e aí, você pode contar só com isso? E se você chegar na Austrália e não tiver nenhuma vaga no restaurante do amigo? Quantas vagas será que restam se você não tiver inglês suficiente para uma conversa básica para agendar uma entrevista? Para que contar só com a sorte? Hoje nossas dicas são para quem quer trazer na mala mais do que simplesmente sorte. São para quem acha que o esforço e a dedicação lhe trarão oportunidades.

Se por outro ládo, já estiver chegando a hora da viagem e você achar que está com pouco inglês, não se desespere apenas caia na real: a solução imediata talvez seja procurar emprego em empresas de limpeza, mudanças e restaurantes brasileiros. E nesse meio tempo, dedique-se muito às aulas de inglês e encaixe horas de estudo extra em casa. Acima de tudo, valorize este grande investimento que é morar na Austrália e esforce-se para utilizar o inglês no dia-a-dia. Parece fácil, mas quando se mora/trabalha/estuda com brasileiros, tem que realmente QUERER falar inglês e procurar oportunidades para praticar.

– Roupas

Para trabalhar em vagas de garçom ou barman muitas vezes é solicitado que o candidato já traga seu próprio uniforme.

  • Homens: camisa branca manga longa, calça preta social, sapato preto social sem cadarço, meia preta, cinto preto básico de couro sem detalhes, abridor de garrafa/saca rolhas, bloquinho e caneta. Para alguns trabalhos, gravata preta ou camiseta preta básica também podem ser solicitadas. Mulheres: o mesmo, havendo às vezes a opção de trabalhar de saia reta preta até o joelho. O sapato deve ser sem salto, fechado nos dedos e calcanhar.
  • Algumas agências podem ser bastante rígidas com relação ao uniforme, exigindo limpeza, estado de conservação e até cumprimento ideal de camisa/saia. Se você disser que tem uniforme próprio, muitas solicitarão que você o traga para avaliação antes de te encaminhar para qualquer evento. Algumas também vendem uniforme próprio para quem ainda não tem o seu.

Se já tiver roupas do gênero no Brasil, traga na mala e evite estes gastos na chegada. Para quem ainda não tem, dê uma olhada na Target  para adquirir itens novos ou nas OpShops para itens de segunda mão.

Este link da Vip Personnel mostra exemplos do que pode ser pedido pelas agências em cada função.

CHEGANDO LÁ

– Treinamento

  • Alguns certificados são obrigatórios dependendo da função exercida. O ideal é já fazer na chegada o RSA (Responsible Service of Alcohol) e o Food Handler Certificate. Estes cursos oferecem um treinamento extremamente útil que normalmente pode ser completado em um dia. Eles são requeridos por lei e geralmente têm validade dentro do estado em que foram requeridos. Há inúmeras escolas como o Instituto Gurkhas oferecendo estes e outros cursos que podem ser de interesse.
  • Para quem tem experiêrncia em jogos, talvez seja interessante tirar uma licença para trabalhar em cassinos (Responsible Service of Gambling). Ou, para melhorar sua empregabilidade, uma boa ideia é fazer outros cursos rápidos como os de barista, coffee art ou bartending.

– Currículo

  • O ideal é já trazer para a Austrália pelo menos um esboço do seu currículo em inglês. Ao chegar, peça para um amigo nativo te ajudar com a revisão e uma crítica sincera. NÃO envie um currículo traduzido por você mesmo ou pelo google sem um pente fino! Se não tiver um amigo, procure ajuda profissional. Às vezes a própria agência de intercâmbio ou escola oferecem este apoio.
  • Lembre que na Austrália envia-se também uma cover letter junto ao currículo. Além de seu histórico, não deixe também de incluir um breve parágrafo entitulado “Carreer Objectives” ou “Carreer Profile”.  Referências também são bem vistas, ou ao menos uma menção de que você as possui e pode fornecê-las “upon request”.
  • A menos que solicitado no anúncio ou ficha de inscrição, não há necessidade de incluir foto sua ou dados como idade, número do passaporte, nacionalidade, estado civil. Claro que muitas vezes o fato de ser um estrangeiro possa ser um diferencial, neste caso não deixe de colocar esta informação. Via de regra, o que realmente interessa para o empregador é saber quantas horas e/ou tipo de visto você possui. Se você possui visto de estudante, por exemplo, basta citar junto aos dados pessoais: “available to work part time”.
  • Se você tem um perfil atualizado no linkedin, forneça esta informação. E já que o assunto é internet, cuidado com emails esquisitos ou infantis tipo hotsexy@…, se necessário dê adeus ao seu email da adolescência e faça um novo do tipo jose.silva1234@.
  • Inclua hobbies interessantes e atividades voluntárias. Lembre-se, no entanto, que por mais leves que pareçam estas atividades, não vale à pena mentir, pois muitos entrevistadores puxarão conversas sobre estes que podem ser ótimos “ice breakers”.

Leia mais dicas sobre currículo no Carreer One.

Agências de Eventos

Uma maneira prática e muitas vezes divertida de inserir-se no ramo é através das agências de eventos. Elas cobrem ocasiões que vão de corridas de cavalo, shows musicais a casamentos, comemorações de fim de ano ou feiras corporativas. As agências precisam de profissionais para funções que vão de lavador de prato a líder de equipe.

  • A primeira etapa é normalmente enviar o seu currículo através do site ou pessoalmente no endereço das agências;
  • Será marcado um horário para entrevista e testes práticos/escritos;
  • No dia da entrevista, apresente-se com roupas adequadas, seja extremamente pontual e leve consigo seu uniforme, caso já possua.
  • Poderão ser realizados testes escritos e práticos.

Teste Escrito – exemplos:

  • Nome de equipamentos e utensílios como: diferentes facas utilizadas, questões de health and safety como sistema de cores para táboas de cortar vegetais ou carnes.
  • Tipos de copos e finalidades: taças de vinho, conhaque, whisky, coquetel? Qual é qual?
  • O siginificado de expressões como “waiters’ best friend
  • Como você tomaria nota de um pedido em seu bloquinho de forma clara? Desenhe um exemplo.

Teste Prático – exemplos:

  • Qual a ordem correta para se servir uma mesa? Sentido horário/anti-horário, por onde começar, por que lado do convidado servir?
  • Como organizar uma bandeja
  • Como organizar pratos, talheres e copos na mesa

Para treinar:

– Leia materiais como este PDF “Banquet Server Basic Skill Training”.

– Treine com um amigo experiente, voluntarie-se em um restaurante.

CANDIDATE-SE

Depois de seguir estas dicas, está na hora de ir à luta! Se você seguiu todos os passos até aqui, acredito que está apto a encaminhar seu currículo para agências de evento e também restaurantes, bares e cafés na sua região. Avise aos amigos, procure nos classificados, descubra também o endereço do departamento de RH de grandes empresas de fast food e hospitality em geral.

Vamos  facilitar um pouco sua vida e já deixar aqui alguns contatos…you’re welcome!

Contratando Diretamente

RACV Club

Etihad Stadium

Hungry Jack’s

Starbucks

Agências de Eventos e Temporários

Pinnacle People

Vip Personnel

Adecco

Flexi Staff

Zenith Hospitality

Compass Group

Spotless

Chefs on the Run

Frontline Hospitality 

Sites de Empregos

Seek

Carreer One

Jobsearch

Para qualquer vaga, é necessário ter um visto que permita trabalho. O candidato precisa estar na Austrália para candidatar-se a este tipo de vaga, ou já estar bem próximo do embarque. Há quem já comece a enviar currículo antes mesmo da chegada e já viaje com alguma entrevista marcada! Esperamos ter ajudado vocês com essas  dicas.

Ainda dá tempo de programar a sua viagem dos sonhos.  CLIQUE AQUI e realize seu orçamento online, temos condições imperdíveis para você.

Leia mais também:
 
O mercado de trabalho na Austrália
– A diferença entre Shift e Job
5 trabalhos na Austrália que você talvez não queria, mas tende a fazer
– Austrália o país para trabalhar e juntar dinheiro

 

Fonte conteúdo:  Trabalharnoexterior

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Share on linkedin
1